Ir para conteúdo

LUTO: JAIME LERNER, RECONHECIMENTO E HOMENAGEM

O Grande Oriente do Brasil - Paraná homenageia com carinho o arquiteto Jaime Lerner, ex-prefeito de Curitiba e ex-governador do Paraná, falecido neste dia 27/05. Ele sempre manteve boas relações com a nossa Instituição, sendo a autoridade que viabilizou a nossa sede no local em que atualmente está localizada.

Entre as inúmeras amizades que nutriu durante sua trajetória teve a com o Grão-Mestre de Honra do GOB-PR e Assessor Especial do Grão-Mestre, Sapientíssimo Irmão João Darcy Ruggeri. “Que a sua alma descanse em paz no Reino do Senhor Deus”, disse Ruggeri ao comentar a morte de Lerner.

O Grão-Mestre, Irmão Luís Mário Luchetta, destaca que o ex-prefeito e ex-governador ficará sempre na história do GOB-PR de modo particular e especial. “Além de ter entrado para a história do Paraná, Jaime Lerner entrou para a história do GOB-PR de modo muito importante. Sentimos o falecimento e rogamos que o Grande Arquiteto do Universo, que é Deus, possa confortar a família e amigos. Os seus exemplos jamais serão esquecidos”, destacou Luchetta.

Trajetória

Jaime Lerner nasceu em 17 de dezembro de 1937.  Era arquiteto e planejador urbano, formado pela Escola de Arquitetura da Universidade Federal do Paraná (UFPR) em 1964. Foi responsável pela criação e estruturação do Instituto de Planejamento Urbano de Curitiba (Ippuc) em 1965.

Jaime Lerner foi três vezes prefeito de Curitiba (1971/1974, 1979/1984 e 1989/1993) e duas vezes governador do Paraná (1995/1998 e 1999/2002).

A primeira gestão de Lerner como prefeito foi marcada por inovações, como a criação do primeiro calçadão do país, o da Rua XV de Novembro, e as vias exclusivas para ônibus, um sistema que atraiu urbanistas de vários países para a capital paranaense.

No terceiro último e período do arquiteto na administração municipal, o sistema de transporte público ganhou as estações-tubo,  surgiu a campanha de reciclagem de lixo e pontos que viraram passagem obrigatórias para os turistas, como Ópera de Arame e o Jardim Botânico.

Como governador, uma das marcas de Lerner foi o incentivo à indústria automobilística na região metropolitana de Curitiba, com a chegada de grandes montadoras.

Lerner também desenhou o plano do Anel de Integração, concedendo as principais rodovias do estado à empresas privadas. Além disso, teve o mandato marcado pela privatização do Banestado e a tentativa de venda da Copel que acabou não se concretizando.

Entre as obras, está a criação do NovoMuseu, depois batizado como Museu Oscar Niemeyer, no Centro Cívico.

Em 2002, foi eleito presidente da União Internacional de Arquitetos (UIA). Lerner também fundou o Instituto Jaime Lerner, entidade sem fins lucrativos.

Em 2010, foi listado pela revista americana Time Magazine como um dos 25 pensadores mais influentes do mundo e  e recebeu a Medalha de Urbanismo da L’Académie D’Architecture, da França.

Nos períodos em que não ocupou cargos públicos, o arquiteto e urbanista chegou a desenvolver planos urbanísticos para várias cidades do Brasil, como Rio de Janeiro, São Paulo, Recife, Salvador, Aracaju, Natal, Goiânia, Campo Grande e Niterói.

Lerner também prestou assessoria internacional para cidades como Caracas (Venezuela), San Juan (Porto Rico), Shangai (China), Havana (Cuba) e Seul (Coréia do Sul), e foi consultor em assuntos urbanos para as Nações Unidas.

Jaime Lerner foi casado com Fani Lerner, com quem teve duas filhas, Andrea e Ilana. A esposa morreu em maio de 2009, aos 63 anos.


Maçonaria | Grande Oriente do Brasil - Paraná

Rua Pedro Huk 87 - Uberaba

CEP: 81.550-230

Telefone: (41)3365-1900

caracteres restantes