Sábado, 18 Novembro 2017
Loja Aristides Lobo - 100 Anos de História

aristideslobo

O primeiro século de atividades da Loja Maçônica Aristides Lobo de Jacarezinho é comemorado com o lançamento do portal www.aristideslobo.org.br e com uma programação  festiva que se realizará ao longo de 2013. O portal vai expor a história, em uma linha do tempo, fotografias históricas, e como se originou. E também estará em evidencia os principais fatos políticos que marcaram a história do País e do Município, relatando ainda de que maneira a Maçonaria se desenvolveu na Cidade neste período, ou chegou, de uma outra forma, a tomar parte nos fatos históricos.

FUNDAÇÃO DA LOJA MAÇÔNICA “ARISTIDES LOBO”

A fundação da Loja Maçônica Aristides Lobo, deu-se em 23.11.1913 (conforme ata do dia 09.01.1948). A instalação provisória, “foi esforço do V.’. M.’. Interino Carlos Alberto Fernandes, conforme Bol.’. do GOB 1914, pág. 803. Estiveram em atividade, neste período os seguintes Irmãos: Carlos Alberto Fernandes, Eduardo Pereira Bueno, Cecílio Rocha, Manoel Augusto Faria Valença, Egydio Soares, Antonio Setti, Antonio D’Andréa e Manoel Gonçalves Sebastião. Por quatro vezes a nossa Loja teve suas Colunas reerguidas: 07.01.1914, 20.11.1931 e 1938 (não há registros) e, finalmente, em 24.06.1947. Atas, documentos, alfaias, etc., segundo consta em ata de 24.06.1947, foram para o Or.'. de Ponta Grossa levados pelo Ir.'.Egídio da Silva Brizola-31. Vários fatores fizeram com que esse Irmão tomasse tal atitude, além do pedido (quem sabe) dos Irmãos remanescentes da Loja; a) A Primeira Guerra Mundial; b) A Revolução Constitucionalista de 1932; c) A Ditadura de Vargas, (que proibia toda e qualquer reunião pública ou privada) e, finalmente; d) da Segunda Guerra Mundial (cujo término deu-se em maio de 1945).

A partir de 24.06.1947, em uma das salas do escritório do Ir.’. Amim Jorge Pedro, serviu por mais de seis meses como ponto de reunião dos Maçons até que acostumassem com o horário e habituassem ao novo convívio, sito à Rua Ivaí, hoje, Mal. Floriano Peixoto, 1201 (sobradinho do Hotel Libas). Os IIr.’. Henrique Roberto Michelis-18, Dr.Etelvino Bueno de Oliveira-18, Thomaz Aimone-3. (secretariou a reunião), Amim Jorge Pedro-3, Cecílio Rocha-3, Pedro Baldassari-3, Tuffi Said-3, Dr.Esperidião Gabino de Carvalho-3, João Anthero de Souza-3, Augusto Hoffmann-3 (meu avô materno) e Jacob Bick-3, foram os Irmãos que reergueram.

Atendendo solicitação do Delegado Estadual do GOB Ir.’.Normando Jusi-33, cujos teores na Prancha, entre outras palavras, conforme registrou o Ir.’. Secr.’. na ata de 24.06.1947...“tinha alto valor espiritual e filosófico que encorajou a todos os Irmãos deste Or.’. para encetar trabalho árduo no reerguimento de suas Colunas”. No dia 27.06.1947 no mesmo local, trataram da aquisição de móveis e utensílios, sendo que o Ir.’.Jacob Bick, fez doação de 12 cadeiras envernizadas e o Ir.’.Amim Jorge Pedro, de 6 cadeiras e 1 armário. Na reunião 05.09.1947, deu-se, finalmente, a aclamação da diretoria que ficou assim: Ven.’.Dr.Etelvino Bueno de Oliveira; 1° e 2° Vvig.’.João Ferraz e Diogo Augusto Biato; Or.’.Dr. Espiridião Gabino de Carvalho; Secr.’.Thomaz Aimone; Tes.’.Jacob Bick; Hosp.’.Henrique Roberto Michelis; M.’.CCer.’. Carlos Neufert e Cobr.’.Tuffi Said. O Ven.’.M.’.solicita que o Ir.’. Secr.’.extraia uma cópia fiel da presente Seção que será enviada ao Delegado Estadual Ir.’.Normando Jusi.

Na ata de 26.09.1947, constou que a Loja enviasse uma Prancha de agradecimento ao Ir.’.Brizola pelo que tem feito pela Loja Aristides Lobo. Na ata de 07.11.1947 já se falava da organização do histórico da Aristides Lobo, desde sua fundação, mas ficou somente em ata. Na ata de 06.05.1948, foi lavrado que um dos fundadores da Loja Ir.’. Cel.Cecílio Rocha, havia falecido no dia anterior, ou seja, 05.05.1948.

Finalmente, no dia 09.06.1948, a nossa Loja foi regularizada, tendo sido presidida pela Comissão Regularizadora da Loja Jacques de Mollay, de Cambará, encabeçada pelo IIr.’. Manuel Teixeira Filho-30 que ocupou o cargo de Ven.’. ,1° e 2° VVig.’. Francisco Prezende-18 e Pedro Ninho Gimenez-18. A seguir faz entrar o Pod.’. Ir.’. Capitão Carlos Bardelli-33, Ven.’.da Loja Dario Veloso e representante do Ir.’. Normando Jusi, Delegado do Soberano Gr.’. M.’. Geral da Ord.’. G.’. Or.’. do Paraná. Várias Comitivas de Lojas estavam presentes: Perseverança, de Paranaguá; Amor e Caridade IIª, de Ponta Grossa; Fraternidade Castrense, de Castro; Acácia do Norte, de Jaguariaiva; Estrela de Bandeirantes, de Bandeirantes; Regeneração IIIª, de Londrina; Jacques de Mollay, de Cambará; Cardoso Júnior, de Curitiba; Amor e Justiça, de Itararé; Roma, da Capital Paulista; União e Justiça, de Ourinhos; Ordem e Justiça, de Assis; Estrela de Ipauçu, de Ipauçu e Fernando Ozório, de Guaranésia. O Resp.’. Ir.’. Presidente da Comissão Regularizadora e em nome do Mui Pod.’.e Ilus.’. Supr.’.Cons.’. do 33° Gr.’. do R.’.E.’.A,’,A.’. e sob os Auspícios do GOB e em virtude dos poderes que lhes foram delegados, declara inaugurada, regularizada e filiada para sempre a Loja Maçônica Aristides Lobo, Or.’.de Jacarezinho. Nessa mesma noite em Sess.’.Mag.’.foram iniciados os Profanos Alberto Foggiato Filho, Albino Pinheiro, Américo Lopes, Ducastel Cordeiro Ferraz e Pedro Jorge Chueiri. Na ata de 09.06.1948, a Loja recebeu o Breve Constitutivo, assinado em 04.04.1948 e consta que foram aclamados os novos IIr.’. para comporem a diretoria da Loja: Ven.’.Dr.Etelvino Bueno de Oliveira-18; 1°Vig.’.Henrique Roberto Michelis-18; 2°Vig.’. Thomaz Aimone-3; Orad.’.João Ferraz-3; Secr.’.Ducastel Cordeiro Ferraz-1; Tes.’.Jacob Bick-3; Chanc.’.Augusto Hoffmann-3; M.’.CCer.’.Carlos Neufert-3; 1° Diác.’.Tuffi Said-3; 2° Diác.’.Alberto Foggiato Filho-1;1° Exp.’.Ubaldino Cunha-3; 2° Exp.’.Waldomiro Ladislau Donetz-2; Cobr.’.Pedro Jorge Chueiri-1; Hosp.’.Américo Lopes-1; M.’.Banq.’.Diogo Augusto Biato-3 e P.’.Estand.’.Albino Pinheiro-1.

Em 12.02.1916, a Loja adquire um terreno para sua futura sede: uma data e meia de terras, na Avenida Brasil ou Rio Branco, nesta cidade. A Prefeitura havia doado um terreno à Loja e que hoje se localiza o CAT, onde, por muito tempo funcionou o TG 185. Infelizmente o sonho de construir o Templo da Aristides Lobo foi-se desmanchando e, o retorno da doação voltou à Prefeitura por ter expirado o prazo para a construção. Consta na ata de 28.08.1948, que a partir daí os IIr.’. se empenharam em adquirir um imóvel próprio. Surgiu a casa ao lado do Templo atual, cujo valor era de CR$45.000,00 e que a Loja teria que dispor de imediato, a metade do valor e a outra metade deveria ser quitada em 90 dias. Ficou deliberado que a escritura sairia em nome dos IIr.’. Dr. Etelvino Bueno de Oliveira e Henrique Roberto Michelis, pois, estavam dando, cada um, CR$10.000,00 e o restante seria cotizado pelos demais IIr.’.. A dívida seria saldada por possível empréstimo bancário.

Ficaram encarregados de acompanhar o andamento da reestruturação do prédio os IIr.’. Thomaz Aimone (professor), Carlos Neufert (engenheiro civil) e Alberto Foggiato Filho (comerciante). As sessões, até então, estavam sendo realizadas, provisoriamente, ao lado do armazém de café, mais precisamente, na garagem de Henrique Roberto Michelis, situadona esquina da Rua Dr.Heráclio Gomes com a Santos Dumont, (lado esquerdo de quem sobe), hoje, pertencente aos herdeiros de Pedro Schulhan Neto.

Registrou-se na ata de 06.10.1948, que a Loja, havia recebido um comunicado oficial do Delegado Estadual do GOB que estava credenciada a fazer as solenidades do reerguimento das colunas da Loja Maçônica Estrela do Deserto, de Joaquim Távora, no dia 15.01.1949. A 15.12.1948, última sessão da Loja, no local cedido pelo Ir.’. Michelis, tendo em vista que a partir de próxima reunião seria nas instalações readaptadas para servir ao novo Templo da Aristides Lobo. Um gigantesco passo para um futuro promissor.

Um fato histórico e inesquecível marcou a presença da Loja Maç.’. Aristides Lobo. Por ocasião da fundação e composição da diretoria provisória, do Gr.’. Or.’. do Pr.’., em 1952. Participaram três IIr.’. da nossa Loja: o Dr. Eduardo Lisboa, Dr. Etelvino Bueno de Oliveira e o Manuel de Carvalho Oliveira. O Ir.’.Dr.Eduardo Lisboa, foiconvidado pelo Ven.’.M.’. da Loja Concórdia IVª de Curitiba, Ir.’. Romildo Pessoa de Mello, para ocupar o cargo de 2° Vig.’.. Sem dúvida alguma o nome da “Aristides Lobo” será lembrada para sempre, por ser uma das Lojas do Paraná a colaborar na fundação do Grande Oriente do Paraná, até então Delegacia Estadual do G.’.O.’.B.’..

Com a aproximação do cinqüentenário da Loja, duas propostas vieram em debate: fazer uma nova reforma ou, adquirir o terreno ao lado para construir um novo Templo. A segunda prevaleceu e o salão de festas foi adaptado para abrigar a Loja precariamente até que o novo prédio pudesse ser usado. Encabeçados pelos IIr.’. Elpídio Araújo Néris, Pedro Schulhan Neto e Alfredo Toni, constituíram a diretoria da Loja, juntamente com os demais IIr.’., empreenderam na espinhosa missão de angariar fundos para que a obra não parasse no meio do caminho.

Foram feitos vários bingos, rifas, inúmeros churrascos na Fazenda Califórnia, contribuição dos IIr.’. desta e das Lojas vizinhas, etc., Um verdadeiro mutirão financeiro. Pronto o novo prédio, tínhamos no subsolo, salas destinadas a abrigar uma escola, quem sabe, dirigida pelas cunhadas professoras Selma Camargo Foggiato e Icléia Vieira Schulhan. Nessa ocasião o Irmão Elpídio de Araújo Néris, Ven.’. da Loja, resolveu fundar a APAE, porque inúmeras crianças de Jacarezinho e das cidades circunvizinhas precisavam de um atendimento especial e, não havia espaço físico disponível no município. Em 20.01.1968, com o apoio total dos IIr.’. do Quadro e alguns profanos, foi fundada a APAE, oficialmente, cujo presidência foi assumida pelo Ir.’. Elpídio que solicitou autorização à Loja (conforme consta em ata) para instalar a escola da APAE nas dependências inferiores do prédio. Aprovada a autorização, foi firmado acordo que a Sociedade Beneficente São João da Escócia, dona do imóvel, ficaria responsável pelas despesas de água e luz mensalmente, e isentava o aluguel. Inaugurada as dependências da escola, foi homenageado o Professor Carlos Neufert seu patrono. A APAE ocupou nossas dependências até meados de março de 1986, antes de mudar para prédio próprio nas proximidades do Bairro Aeroporto.

Vaga as dependências, os IIr.’. da Aristides Lobo, já estavam planejando colocar, uma outra escola especial. Na ocasião, o “Larzinho”, situado na Rua dos Expedicionários, 271, esquina com a Rua Paraná, passava por dificuldades financeiras, a ponto de pensar-se em fechar por insolvência das dívidas. Na época eram atendidas, aproximadamente 30 crianças com paralisia infantil de nossa e das cidades vizinhas, diariamente.   Foi na gestão do Ir.’. Augusto C. Foggiato, a Loja assumiu a direção de “O Larzinho” que estava com ação de despejo por falta de pagamento de aluguéis e muitas dívidas a maioria vencidas. Sanadas as dívidas ecom a colaboração e compreensão da comunidade jacarezinhense e, para que o Larzinho continuasse a ocupar o imóvel, que era de propriedade da Federação Espírita do Paraná, fizemos vários melhoramentos no prédio. Conseguimos dar melhores condições às crianças, algumas no semi-internato, principalmente, as de fora do município. Ressaltamos, os trabalhos dos IIr.’. Antonio da Silva (no Oriente Eterno), Armando Ferraz Campos (idem) e Antonio Vendramin, médico ortopedista.

A parte inferior do prédio do nosso Templo, continuava ociosa porque não houve necessidade de se transferir “O Larzinho”.

Foi a AJADAVI (Associação Jacarezinhense de Reabilitação ao Deficiente Auditivo e Atendimento ao Deficiente Visual), fundada por nós, em 28 de julho de 1992, instalou-se no prédio, com as mesmas regalias dadas anteriormente a APAE, isto é, a “Aristides Lobo” ficaria responsável pelas despesas de água e luz mensalmente, e isentava o aluguel. A diretoria foi composta pela totalidade dos Irmãos da Aristides Lobo: Presidente: Aparecido Alexandre dos Santos; Vice-Presidente: Armando Martinho; 1° Secretário: Fábio Martini; 2° Secretário: José Augusto Tobias; 1° Tesoureiro: Carlos Henrique Siqueira Amaral; 2° Tesoureiro: Cláudio Humberto Nucini; Diretora da Escola: Tereza de Oliveira Fonseca; Diretor de Promoções: José Lázaro Gutzlaff; Diretor do Patrimônio: Waldemar Cesco; Diretor Médico: Dr. Antonio Vendramin Filho e Diretor Executivo: Joaquim Rosa Dias. Para finalizar, a Loja Aristides Lobo, recebeu as honrarias conferidas pelo Grande Oriente do Brasil-Paraná: em 02.04.1951 – Benemérita da Ordem; em 20.11.1983 – Benfeitora da Ordem; em 21.11.1983 – Grande Benfeitora da Ordem, e em 17.07.1991 – Estrela de Distinção Maçônica.

 Ir.’.Augusto Clariberto Foggiato

com a colaboração do Ir.’.Julio César Lolli de Castro.