Sábado, 18 Novembro 2017
DISCURSO DO GRÃO-MESTRE ALUSIVO AO DIA DO MAÇOM - REALIZADO NO DIA 19 DE AGOSTO DE 2017

Nos reencontrarmos nesta noite é um grande privilégio que enaltece essa importante e fraterna reunião para comemorarmos o Dia do Maçom e realizarmos a entrega dos Graus da Ordem do Mérito do Pelicano.

Ao Dia do Maçom, institucionalizado no Brasil pelo nosso Grande Oriente do Brasil, o 20 de Agosto, que nos remete aos fatos que precederam a Independência do Brasil, onde as nossas Lojas Primazes Commercio e Artes e União e Tranqüilidade do Rio de Janeiro, que contavam em seus quadros maçons importantes e influentes, aprovaram uma fundamental proposição pela necessidade de se proclamar e fazer reconhecer a Independência, cujos desdobramentos efetivamente transcorreram, com a separação do Brasil de Portugal.

Sem nos distanciarmos dos fatos históricos e pretender buscar comparações com os nossos Irmãos daquele momento histórico, que lutaram e defenderam um ideal, o legado que ficou e continua a nos inspirar é o de defender as causas justas e voltadas ao bem-comum no contexto que vivemos.

Os tempos são outros. A dinâmica da vida e a velocidade dos acontecimentos são tão intensos que às vezes perdemos a dimensão e o foco nas lutas que devemos priorizar em nosso dia-a-dia.

Se no passado haviam fatos identificados para serem enfrentados a exemplo do sentimento nacional pela Independência, hoje os obstáculos que se opõe à Pátria Livre, são difusos e difíceis de serem superados.

O enfrentamento envolve os múltiplos fatores da personalidade humana, diante de um mundo que trilha para o individualismo. Nesse sentido, é a autoanálise do papel de cada um de nós nessa ligeira passagem por essa dimensão. A indiferença, cada vez maior, diante de uma infinitude de situações trágicas a exemplo da fome, da miséria social, onde impera a insensibilidade e a cegueira de todos. Vencer esses comportamentos que vem pedreficando o homem, abstraindo do senso de responsabilidade coletivo, é o desafio que temos à frente para religar nossa conexão com o Criador, por meio da prática das lições do bem que engrandecem a alma.

Como instrumento de mudança de todas essas imperfeições que carregamos encontramos na maçonaria uma escola de sabedoria e de fé, que nos ensina que o ideal está acima do homem e a humanidade acima do indivíduo e a sua filosofia, fundamentos símbolos e práticas, nos dá o suporte para a nossa contínua correção a fim de promover, a grande história do presente e do futuro, que é a autoedificação de uma obra que precisa ser concluída: o Homem.

Portanto, façamos de cada dia uma prece de agradecimento pela Dádiva da vida presenteado pelo nosso Criador, o Grande Arquiteto do Universo, e que possamos festejá-la a vida seguindo os seus ensinamentos de amor, de justiça, de atitudes de fazer o bem ao próximo, tudo alavancado por esse grande edifício social que é você meu Irmão.

Ontem, hoje e amanhã, e em todos os dias que contemplamos a natureza e percebemos a face de Deus, será o Dia do Maçom e das causas que nos inquietam e precisam da nossa atitude como instrumento de transformação.

Façamos todos os dias a nossa parte.

Muito obrigado.    

 

Luiz Rodrigo Larson Carstens
Grão-Mestre do GOB-PR