Histórico do GOB-PR

Nossa história começa no Estado do Paraná quando o Grande Oriente do Brasil autorizou, por meio do Decreto nº 878 de 19 de outubro de 1927, a criação do Grande Oriente Estadual do Paraná, trabalhando sob seus auspícios e com sede na cidade de Curitiba – PR. Seu primeiro Grão-Mestre foi o Dr. Affonso Camargo, presidente da Província do Paraná, durante o primeiro semestre de 1928. A partir do segundo semestre de 1928, devido à sua renúncia, foi eleito e empossado Grão-Mestre, Dr. Petit Carneiro, notório médico paranaense, que dirigiu o Grande Oriente Estadual do Paraná até 1932. Após, foi eleito Grão-Mestre José Carvalho de Oliveira, o qual não foi empossado, devido à suspensão das atividades pelo Grande Oriente do Brasil, e, por força do Decreto nº 997 de 1º de agosto de 1932, extinguiu o Grande Oriente Estadual do Paraná.
Em 09 de fevereiro de 1952 foi refundado e autorizado a funcionar pelo Grande Oriente do Brasil através do Decreto nº 1.291 de 24 de março de 1952 com o nome de Grande Oriente do Paraná e passou a ser federado ao Grande Oriente do Brasil. Depois de um período turbulento decorrente de um novo período de suspensão, o Grande Oriente no Estado do Paraná foi reinstalado pelo Grande Oriente do Brasil em 24 de junho de 1979 com a denominação Grande Oriente do Estado do Paraná, permanecendo federado ao Grande Oriente do Brasil.
Em 24 de março de 2001, por força de Emenda Constitucional promulgada pela Assembleia Legislativa Maçônica do Grande Oriente do Brasil, seu nome foi alterado para Grande Oriente do Brasil - Paraná, mantendo-se integrado ao regime federado.

Nomes de nosso Grande Oriente em sua hístória.

GRANDE ORIENTE ESTADUAL DO PARANÁ – criado em 19/10/1927 a 01/08/1932.
GRANDE ORIENTE DO PARANÁ – refundado em 09/02/1952 a 24/06/1979.
GRANDE ORIENTE DO ESTADO DO PARANÁ – reinstalado em 24/06/1979 a 24/03/2001.

Grão-Mestres Estaduais do Grande Oriente do Brasil – Paraná nos seus 90 anos de história.
Dr. Affonso Camargo (1928); Dr. Petit Carneiro (1928 a 1932); Silvestre de Souza (1952); Antonio Couto Pereira (1952 a 1953); Normando Jusi (1953 a 1957); Antonio Couto Pereira (1957 a 1961); Carlos Bardelli (1961 a 1964); Antenor da Silva Pupo (1964 a 1965); Aristeu dos Santos Ribas (1965 a 1970); Enoch Vieira dos Santos (1970 a 1973); Alderico dos Reis Petra (1979 a 1987); José Bueno Mendes (1987 a 1989); Paulo Opuszka (1989 a 1991); João Darcy Ruggeri (1991 a 1995); Cliceu Luís Bassetti (1995 a 2003); Paulo Maia de Oliveira (2003 a 2007) e Dalmo Wilson Louzada (2007 a 2015).

 

História do Paraná
O Paraná é um Estado brasileiro da região Sul, tendo os seguintes limites: São Paulo, ao Norte; o oceano Atlântico, a Leste; Santa Catarina, ao Sul; Mato Grosso do Sul, Paraguai e Argentina, a Oeste. O Estado possui uma extensão territorial de 199.554 Km² e uma população de aproximadamente 10.000.000 habitantes. Curitiba é sua Capital, com uma população de 1.500.000 habitantes, aproximadamente. A cidade de Curitiba desencadeou uma notável revolução urbana a partir do início dos anos 70. Num roteiro de contínuas conquistas, a cidade construiu sólido referencial de vanguarda para o Brasil e o mundo, exportando inúmeras soluções e um conceito essencial: o de que o homem é a medida de todas as coisas.

Início da Maçonaria no Paraná
É gloriosa a tradição maçônica no Paraná. Pouco tempo após a proclamação da Independência do Brasil (07 de Setembro de 1822), quando ainda a Comarca de Curitiba pertencia à Província de São Paulo, já se fundava em Paranaguá a Loja União Paranaguense (23 da Março de 1837) e em Curitiba era fundada a Loja Fraternidade Coritibana (01 de Abril de 1845) e em 15 de Junho de 1847, em Morretes surge a Loja Conciliação Morreteana.

Em 1851 foi fundada a Loja Philantrophia Guarapuavana no oriente de Guarapuava, oficina maçônica que já completou seu sesquicentenário e constitui-se na única loja com esta idade funcionando normalmente em seus dias atuais.
Em 29 de Agosto de 1853, pela Lei n.º 704, o Imperador D. Pedro II eleva a Comarca de Curitiba à categoria de Província, com o título de Província do Paraná. Então, a partir dessa data, como Unidade Territorial, surgiram outras Lojas Maçônicas, entre elas a Fraternidade Paranaguense, em 01 de Fevereiro de 1860, com o n.º 137 e desta surgiu a Loja Perseverança, fundada em 05 de Maio de 1864 sendo regularizada em 14 de Junho do mesmo ano. A "Loja Perseverança" foi a primeira instituição no Paraná a se empenhar na luta pela abolição da escravatura e pela libertação de escravos. Esta Loja permanece em plena atividade até os dias de hoje. A partir de então, muitas outras Lojas foram fundadas.

Pesquisar

Visualizações

685509

Localização

Rua José Drulla Sobrinho, 361 - Uberaba II - Cep 81.550-250 - Curitiba - Paraná - Telefone:(41) 3365-1900 - E-mail: gob-pr@gob-pr.org.br - GOB-PR - Todos os Direitos Reservados © 2018

Pesquisar